Filmes/Cinema

Posts na categoria Filmes/Cinema

Oscar – parte 1

fev 23, 2013 às 13:00 por em Filmes/Cinema, Home . 0 comentários

Bom dia meninas!

Tudo certinho?

Como já falei durante a semana inteira (sim, estava ansiosa para falar dos filmes), teremos overdose de  Oscar hoje, amanhã e segunda (com os looks). Quero deixar claro que meu objetivo não é fazer nenhuma “crítica”, no sentido profissional da palavra, até porque não sou nenhum um pouco apta para isso, já que é preciso ter muito estudo e um olhar treinado. Por isso, ao final de cada comentário/opinião, colocarei sites especializados, que possam ter me ajudado a pensar no filme de maneira diferente.

Então, vamos lá!

As Aventuras de Pi 

pi1

Pi, o personagem principal do filme, é um garoto indiano, que mora com a sua família na Índia. Desde pequeno ele se mostra muito questionador em vários aspectos, e o que mais impressiona é que ele tem um apreço enorme pela religião, em seu sentido mais profundo. Ele também fica intrigado com Richard Parker, um tigre de bengala criado no zoológico de seu pai, e acredita que o animal possa ter alma e se tornar um grande amigo, o que logo é desmentido por seu pai. O tempo passa, e a família resolve vender o zoológico e se mudar para o Canadá, onde podem vender os animais e recomeçar a vida. Porém, eles encontram adversidades em seu caminho e apenas Pi consegue continuar sua jornada. Na verdade, no início é ele e mais quatro animais, e depois, ele e Richard Parker. E é nessa hora, com 16 anos e cara a cara com os desafios da vida, que ele encontra um sentido para Deus e também para o jeito do animal selvagem, que o ajuda a se tornar o homem que é.

Esse filme me tocou muito e se tornou um dos meus favoritos para o prêmio de Melhor Filme e Melhor Roteiro Adaptado, principalmente porque foge completamente daquelas histórias hollywoodianas que já estamos cansados (ok, eu estou um pouco cansada, não sei vocês). A história é muito bem contada e os conflitos do garoto refletem muitas dúvidas que, pelo menos eu, tinha quando era menor, além do que, a maneira como ele consegue lidar com os problemas é muito inspiradora e nos faz ver que não podemos abaixar a cabeça em nenhuma situação. Outra coisa que impressiona, é a fotografia do filme e toda sua beleza, dá até vontade de estar junto com Pi. Acredito que Ang Lee também possa ganhar o prêmio de Melhor Diretor, mesmo concorrendo com feras como Spilberg e Tarantino.

Nota um milhão (isso existe? hahaha)

pi2

O Lado Bom da Vida

olado1

A produção mostra a história de Pat (Bradley Cooper) que após uma reviravolta no seu casamento e consequentemente, em sua vida, é diagnosticado como bipolar. Ele passa cerca de 8 meses em uma rehab e quando volta para casa, se mostra completamente disposto (e até obcecado) por voltar para a sua esposa. A sua jornada para reconquistá-la inclui exercicíos físicos para voltar a ser magro, remédios que o ajudarão a ter um comportamento normal e uma visão positiva da vida – em qualquer situação. Porém, nesse meio tempo, ele conhece Jennifer, uma garota que também tem sérios problemas comportamentais e que o convence à superá-los juntos.E aí, eu não vou continuar contando porque senão entrego o final, hahaha.

Eu gostei do filme, achei que a abordagem dos distúrbios mentais dos dois personagens (e também do pai de Pat, que tem TOC) foi muito bem feita, porém no decorrer do filme, você já imagina o que irá acontecer – mesmo sem ter certeza. Por isso que eu não saí impressionada da sala de cinema, e não acho que deva ganhar o prêmio de Melhor Filme e nem de Melhor Roteiro Adaptado. 

Quanto aos atores, acredito que fizeram um trabalho muito bem feito, mas também não vejo o porque de levarem os prêmios nas categorias de Melhor Atriz/ Melhor Ator/ Melhor Ator Coadjuvante (no caso, Robert de Niro, que fez o pai de Pat) e Melhor Atriz Coadjuvante (no caso, Jacki Weaver, que fez a mãe de Pat).

olado2

Agora quero saber a opinião de vocês! Assistiram esses filmes ? Concordam comigo?

Beijo Beijo

PS1: meninas, tá rolando um Bolão no Cultpicks, nosso parceiro, e é super fácil de participar. Acessem esse link, que vocês vão entender. Eu já dei minha opinião e to concorrendo à vários DVDs, vocês não vão querer ficar de fora, né?

Filmes, filmes e mais filmes

fev 18, 2013 às 17:58 por em Filmes/Cinema, Home . 0 comentários

Bom dia meninas! Fez um dia lindo hoje cedo, né? Pena que já tá chovendo…

Espero que o final de semana de vocês tenha sido bacana! O meu, como vocês já sabem foi meio corrido no sábado, mas mesmo assim consegui ir ao cinema a noite e assistir “Os miseráveis”. E ontem fiquei em casa, descansando com a família, e vi outro filme: “A origem” (sim, não tinha visto). Hoje quero falar desses filmes e também de “Jogos Vorazes”, que assisti semana passada.

Ah, e como vocês já sabem, esse domingo tem o Oscar! Estou beeeem atrasada com os filmes e vou assistir um por dia essa semana, aí vou fazer um compilado deles no domingo de manhã, ok?!

Bom, vamos lá:

Os miseráveis

untitled

O filme foge completamente do que estamos acostumados, já que se trata de um musical (sem falas entre as músicas, ou seja, inteiramente cantado) e não tem nada a ver com os outros filmes hollywoodianos. Porém, em seu decorrer, pode parecer um pouco cansativo, justamente pela nossa falta de hábito em ver obras desse tipo, o que não tira o seu mérito (já que a culpa é toda nossa).

Confesso que fiquei um pouco cansada durante as 3 horas de música, mas garanto que valeu MUITO a pena. Porque? Bom, porque os atores conseguiram transmitir todos os tipos de emoções possíveis, e me fizeram sentir arrepios, compaixão, tristeza e alegria ao mesmo tempo.

miseraveis

A atriz Anne Hathaway me surpreendeu como cantora, e me deixou muito emocionada em todas as músicas que canta, principalmente em ” I dreamed a dream”. Hugh Jackman (Wolwerine) e Russel Crowe também atuaram muitíssimo bem e passaram muito bem seus medos, aflições, desejos e porque não, paradoxos. A parte “cômica” do filme quebra um pouco a seriedade deste, e faz com que o telespectador relaxe um pouco perto de tantos sentimentos confusos.

Acredito que o legal de assistir a filmes, é tirar algumas conclusões para a nossa vida. Por exemplo, Javert (Russel Crowe) se mostrava muito incisivo e certo que queria a cabeça de Jean Valjean (Hugh Jackman), mas ao mesmo tempo, se mostrava um homem temente a Deus e julgava Jean como pecador. Olha só a contradição nisso que acabei de contar, como que uma pessoa que persegue a outra (mesmo que essa tenha infrigido a lei e mudado completamente de postura) durante sua vida toda, pode não se considerar um pecador?

E é da forma que Javert se comporta, que nós também nos comportamos em algumas situações. Vale pensar a respeito, né?Enfim, superindico esse filmes, mesmo que você não seja fã de musicais.

os_miseraveis

os_miseraveis_2

Quer ler uma opinião de peso sobre o filme? Acesse o cultpicks

A origem

Esse é de deixar qualquer um viajando na batatinha! Pirei na história, achei muito bem criada e faz com que o telespectador mergulhe nela com vontade.

Várias vezes me peguei pensando se seria possível criar sonhos e mundos de fantasia, e cheguei a conclusão que isso é o que muitas vezes fazemos, seja quando somos crianças e falamos com nosso amigo imaginário ou quando conhecemos alguém e já criamos um possível relacionamento.

A-Origem

A questão da culpa também é muito forte, e faz a cabeça do personagem de Leonardo de Caprio, assim como faz a nossa, quando temos alguma atitude que nos deixa com a consciência pesada. Enfim, gostei muito da história e da maneira como é contada. É um filme de ação misturado com drama muito bom para se ver em um domingo a noite, quando tudo parece sem graça ;)

Jogos Vorazes

jogos-vorazes-fanposter

Esse filme tem a queridinha de hollywood Jeniffer Lawrence, e foi a primeira vez que assisti um filme com ela. Tenho que confessar que no começo a achei meio sem graça, mas no decorrer da história, minha percepção mudou. Bom, vou contar um pouco da história, antes de dar minha opinião.

Tudo começa em Panem, uma nação pós apocalítica, que é composta por 12 distristos e controlada por uma Capital poderosa. As pessoas do distrito vivem em plena miséria e as pessoas da Capital em plena riqueza, e foi justamente isso que mais gostei  no filme, já que o diretor mostrou issode forma bem exagerada. Essa nação, manteve a tradição dos Jogos Vorazes, que nada mais é do que um reality show controlado pela Capital, onde é sorteado um menino e uma menina de cada distrito, entre 12 e 18 anos, que serão oferecidos como tributo no jogo e devem se matar. Ou seja, ganha aquele (a) que conseguir sobreviver. E o filme começa quando Katniss (Jennifer Lawrence) se oferece para jogar no lugar de Prim, sua irmã de 12 anos. Durante o jogo, ela terá que se preocupar com a sua sobrevivência e também com os seus sentimentos por Peeta (Josh Hutcherson), o adversário de seu distrito.

cartaz-jogos-vorazes

Enfim, vou parar por aqui para não estragar a surpresa do filme.

Como disse antes, o que mais gostei filme foi o paradoxo entre um distrito completamente pobre e uma capital exageradamente rica e sem preocupações, que funciona como dona do mundo. Isso também pode ser percebido durante os próprios jogos, quando percebemos que não se trata de um jogo natural e sim de um jogo controlado, exatamente como acontece com muitos reality shows da modernidade (lógico que não tem comparação entre a origem ou história desses com o do filme).

Vale a pena ver, já que se trata de um filme que relata pelo menos quatro gêneros: suspense, drama, ação e romance.

Bom, espero que tenham gostado das dicas!

Beijo Beijo

 

Final de semana cheio de filmes

jan 28, 2013 às 13:00 por em Filmes/Cinema, Home . 2 comentários

Olá meninas,

Pena que o final de semana passou rápido, né? O que fizeram de bom?

O meu foi super tranqüilo, mas delicioso! Na sexta feira a noite fiquei com o namorado, experimentamos duas cervejas de trigo sensacionais e assistimos “A Batalha dos Mares” que, segundo ele, é um filme de menino. Também, a história envolve uma “guerra” entre humanos e aliens e mostra a superação (ou melhor, mudança) de um homem que não sabia ser humilde e muito menos escutar o próximo. Até que dá pra se divertir…ahh, e a Rihanna é uma das atrizes coadjuvantes! Até que ela atua bem ;)

Já no sábado também ficamos de bobeira e assistimos “Um Divã para Dois”, que conta como um casal de mais de 30 anos de casamento, reencontra o amor. Advinhem qual eu gostei mais? Hahahaha. Além de tudo, o segundo filme contava com a Maryl Streep no elenco! Sensacional, né?

Imagem2

Imagem3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ah, a noite fomos em um barzinho super legal aqui em SP, se chama Eu, Tu, Eles! Vem ver o post sobre a maquiagem que fiz para a ocasião ;)

E domingo foi dia de ficar com a família! Almoço tranqüilo, risadas, ótimas companhias e muita preguiça!

E vocês? O que fizeram de bom?

ps: não, ainda não consegui assistir Django e Amor. Quem sabe essa semana, né?

Oscar e algumas curiosidades

jan 24, 2013 às 15:52 por em Filmes/Cinema, Home . 0 comentários

Oi meninas! Tudo certinho?

Hoje eu vou falar sobre o Oscar, o prêmio mais cobiçado do mundo cinematográfico.

Como vocês sabem, a cerimônia irá ocorrer no dia 24/02 e tem 9 filmes muito interessantes concorrendo ao prêmio de melhor filme: “Indomável Sonhadora” ;”O Lado Bom da Vida”
; “Lincoln” ;
”A Hora Mais Escura”
;“As aventuras de Pi” ;“Os miseráveis”;  “Amor” ; “Django Livre”  e “Argo”.

Dessa lista, eu assisti apenas Argo e gostei muito! O filme é muito bem feito e a história consegue envolver demais os telespectadores, mas isso é assunto para outro post. Pretendo ver mais dois filmes essa semana: Amor e Django.

Como este post está abrindo a seção “Cinema”, irei contar um pouquinho da história do Oscar e nas próximas semanas irei falar sobre cada um dos filmes e aqueles que eu assisti, darei minha opinião ;)

A cerimônia do Oscar foi criada em 1929 pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas e acontece até hoje em Los Angeles, sendo a mais antiga a reconhecer e premiar os grandes nomes do cinema, além de influenciar outras premiações como o  Globo de Ouro e o Grammy.

O troféu de 35 cm e folheado a ouro é dado aos artistas que mais se destacaram em categorias como: ator, atriz, diretor/cineasta, fotografia, música, roteiro/argumento e melhor filme. Os vencedores são escolhidos por cerca de mais de 5.800 membros da Academia, de diversos países.

Em relação aos filmes que concorrem ao prêmio, eles devem ser apresentados durante uma semana em pelo menos três cinemas de LA no ano anterior à cerimônia e são os próprios membros da academia indicam os cinco melhores ao prêmio dentro de sua categoria, por exemplo, os atores indicam outros atores, os diretores indicam outros diretores, e assim por diante.

Bacana né?

Curiosidades:

*O troféu real do Oscar custa cerca de 200 dólares. Até que o preço não é tão alto, né?

*A estatueta nunca foi modificada, desde sua concepção, em 1929

Imagem1

E vocês? Costumam assistir à cerimônia do Oscar?

Beijo Beijo