Achados

Posts na categoria Achados

O exemplo da Bonafont

fev 04, 2013 às 17:45 por em Achados, Home . 3 comentários

Olá meninas!

Não sei se vocês seguem a Bonafont no Facebook, mas foi através da página deles que fiquei sabendo da “Loja do Elogio”, feita por eles nesse final de semana (para ser mais precisa na sexta -1/02 e no sábado – 2/02). Essa loja deu vida à uma ação de marketing e conquistou muita gente por causa do seu lado “emocional”. Bom, mas deixa eu explicar para vocês entenderem melhor.

A loja foi aberta na Rua Oscar Freire, uma das mais tradicionais da cidade de São Paulo e conhecida/visitada por ter lojas de alto padrão. A ideia era que o visitante escolhesse em um cardápio, qual elogio iria fazer e para qual (ou quais) amigos do Facebook. Após a escolha, o elogio era postado na página do(s) amigo(s) escolhido(s) e o visitante recebia as garrafinhas da edição limitada da Bonafont. Ou seja, você pagava as suas garrafinhas especiais com elogios e ainda deixava o dia de alguém mais “leve”, que é justamente a proposta da marca.

Para comprovar que você tinha direito ao “prêmio”, uma nota era emitida com o elogio escolhido e o visitante retirava as garrafinhas com os vendedores da loja.

528892_408225702603414_1295901493_n

A loja!

Imagem6

A garrafinha da edição limitada (ameeeei)

Imagem2

Eles tinham até um elogiômetro, para saber quantos elogios tinham sido feitos!

Imagem3

O slogan da ação!

Achei a ação fantástica e tenho certeza de que foi um sucesso! O fato dessa ideia ter partido de uma empresa que vende água, um produto que pode ser visto até  como “commoditie”, já que o preço praticado pelas fabricantes é praticamente o mesmo,, me impressionou. A Bonafont poderia ter feito qualquer ação de marketing comum, daquelas que vemos sempre, mas resolveu inovar e conquistar mais ainda os antigos consumidores (e novos também).

Nota mil para a equipe!

O que vocês acharam meninas? Alguém foi na loja?

Beijo Beijo

ps: todas as fotos foram obtidas da Fanpage da Bonafont no Facebook ;)

Afinal, o que é ser publicitário?

fev 01, 2013 às 19:04 por em Achados, Home . 0 comentários

Olá (de novo) meninas!

Bom, se vocês leram o meu about, sabem que sou quase uma publicitária! E se vocês são ligadas às datas ou se tem amigos publicitários, com certeza repararam que hoje é o nosso dia (sim, os quase publicitários podem se considerar publicitários). Olha a imagem (ameeeeei) que a Fanpage Comunicadores colocou no Facebook:

Imagem7

Mas, da onde surgiu essa profissão, que é admirada por muitos (aqui considero todas as pessoas, já que praticamente tudo hoje em dia  é feito de publicidade) mas suportada por poucos (aqui considero nós, profissionais da área, pois é preciso ter muito amor para aceitar ter mais horas extras do que trabalhadas, e muitas vezes nem ser remunerado por isso)?

Bom, segundo consta, a propaganda publicitária surgiu no Brasil nos anos 50, pois foi nessa época que o nosso país começou a se modernizar e as indústrias começaram a ganhar força. Com isso, era necessário que os produtos fossem anunciados para atrair cada vez mais os consumidores (naquela época não tinha a competição que tem hoje entre as marcas, pelo contrário, parecia mais que existia um fabricante para cada tipo de produto de consumo). Com o crescimento constante das vendas e da exigência do consumidor, as empresas entenderam que precisavam da ajuda de profissionais para atingir seu público e foi aí que surgiram as agências. E o resto da história é basicamente o que temos hoje.

Imagem8

Extraí um trecho de um texto feito por João Marcelo Meira, da agência Lápis Raro , que para mim, foi o que melhor definiu a minha profissão:

“Diferentemente do que muita gente pensa, ser publicitário não é simples. Exige dedicação, trabalho, paciência, empenho, organização, foco e, claro, criatividade. Nem tudo é pipoca com Guaraná, nem tudo é Nike, nem tudo é mil e uma utilidades, nem tudo é glamour, nem tudo é sucesso. Tempos de Washingtons Olivettos, quando publicitários eram quase popstars? Isso não existe mais. A verdade é que amor e ódio se encontram quase que diariamente na vida dos publicitários. A verdade é que, para trabalhar nessa profissão, é preciso muita paixão, tesão mesmo. E a verdade é que, sim, ela ainda é uma profissão que fascina muito.” 

Imagem9Tenho orgulho da minha escolha profissional!!

Beijo Beijo